Processando

Inovações em Redução de Risco de Desastres no Brasil

Nova mensagem
voltar

Relatório de danos e prejuízos

O propósito principal do relatório foi analisar as informações reportadas pelos municípios referentes às perdas causadas por desastres, proporcionando um melhor entendimento quanto à magnitude, frequência e distribuição no território nacional dos danos e prejuízos.

Na medida em que transforma dados dispersos em informações relevantes sobre os danos e prejuízos relacionados a desastres, o estudo possibilita um melhor entendimento da relação entre os eventos adversos e as perdas resultantes.

Os números apresentados demonstram a recorrência e distribuição dos danos materiais e prejuízos relacionados a desastres naturais, com base nos registros efetuados pelos municípios e estados brasileiros, ao longo dos 20 anos entre 1995 e 2014. Ao observar as análises gráficas e representações cartográficas, é possível verificar quais regiões sofreram impactos com maior frequência e em quais anos as perdas mais importantes são observadas.

A principal fonte de dados da pesquisa O estudo se baseou na base de dados do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID), da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (SEDEC). Foram identificados pela pesquisa 22.810 documentos onde os municípios reportaram algum tipo de dano material ou prejuízo decorrente de desastres naturais. Foram contabilizadas perdas totais de R$ 182,8 bilhões, sendo que R$ 137,3 bilhões se referem aos prejuízos públicos e privados informados e R$ 45,4 bilhões aos danos materiais. Os valores foram corrigidos para 2014.

Publicações

Relatório de Danos Materiais e Prejuízos decorrentes de Desastres no Brasil, 1995 – 2014

Produtos

Relatório de Danos Materiais e Prejuízos decorrentes de Desastres no Brasil, 1995 – 2014